Nação Sacerdotal Yeshua Melekh
Artigos
O conceito Tanaico de “Chifre”

Ao ler o título deste estudo, imagino que você deve pensar, “e por que eu preciso saber qual o conceito de chifre em hebraico?”, acertei?

Realmente pode parecer um pouco estranho de inicio, mas, é necessário conhecer o que quer dizer a palavra chifre para entender um grande problema que temos nas religiões.

As religiões colocaram na figura de sãtãn chifres, e os chifres são vistos como simbolos malignos. Mas por que atribuir chifres em sãtãn?

Antes de conjecturar, vamos entender melhor o que o Tanakh fala a respeito dos chifres.

Definição

No Hebraico (קֶ֤רֶן – qeren) tem como significado chifre, porém, pouquíssimas vezes nas traduções em português temos traduzido como chifre.

Vejamos um exemplo do termo sendo traduzido de forma literal.

"E Tzãdhoq, o sacerdote, tomou o chifre[קֶ֤רֶן - qeren] de azeite do tabernáculo, e ungiu a Shelomoh; e tocaram a trombeta, e todo o povo disse: Viva o rei Shelomoh!"
Melãkhim ãleph/1 Reis 1.39

Analisando o Tanakh

Os chifres são símbolo de força e poder devido à sua rigidez e ser naturalmente uma arma para atacar e defender. Esta ideia de rigidez podemos encontrar em Tehilim.

"Disse eu aos loucos: Não enlouqueçais, e aos ímpios: Não levanteis a fronte [קָֽרֶן - qãren]; Não levanteis a vossa fronte [קַרְנְכֶ֑ם – qar’nekhem] altiva, nem faleis com cerviz dura."
Tehilim/Salmos 75.4-5

Literalmente temos “não levanteis vosso chifre”, mas a JFA preferiu traduzir como “fronte”. Aqui vemos claramente o chifre associado à ideia de rigidez em sentido pejorativo, mas a ideia de rigidez vem do observar o mundo animal, como por exemplo, o touro que é um animal robusto e destemido, com grandes chifres e bastante força.

"Ele tem a glória do primogênito do seu touro, e os seus chifres[וְקַרְנֵ֤י - weqar’nê] são chifres [קַרְנָ֔יו - qar’nãw] de boi selvagem; com eles rechaçará todos os povos até às extremidades da terra; estes pois são os dez milhares de Efrayim, e estes são os milhares de Menasheh."
Devãrim/Deuteronômio 33.17

O touro era um animal bastante forte, e na antiguidade as pessoas usavam de elementos físicos para representar características abstratas. Ainda hoje fazemos muito isso, mas os povos de antigamente o faziam muito mais. Além do mais, eles tinham muito contato com a natureza, contato este, que hoje muitos de nós perdemos e desconhecemos tais aspectos. Logo, os antigos ao ver um animal tão forte como o touro, facilmente este animal se tornaria um símbolo para representar força e poder, porém, seus chifres são como coroas na cabeça do touro, logo, os chifres se tornaram este símbolo.

Podemos ver em Tehilim um exemplo de como o chifre representa força.

"Ali farei brotar a força[קֶ֣רֶן - qeren] de Dhãwidh; preparei uma lâmpada para o meu ungido."
Tehilim/Salmos 132.17

E em Shemu’el vemos uma representação de poder.

"Os que contendem com YHWH serão quebrantados, desde os céus trovejará sobre eles; YHWH julgará as extremidades da terra; e dará força ao seu rei, e exaltará o poder[קֶ֥רֶן - qeren] do seu ungido."
Shemu'el ãleph/1 Samuel 2.10

Conforme vimos pelos dois pessuqim acima, o chifre é uma representação de força e poder, conforme já havia falado e aqui confirmado. Porém muitas pessoas veem nos chifres uma representação de coisas malignas, o que está muito distante de ser uma realidade dentro das Escrituras.

De fato temos o chifre associado a algo mal, como por exemplo na profecia de Dãni’yel, onde temos uma fera bastante poderosa e que leva em sua fronte chifres.

"E de um deles saiu um chifre[קֶֽרֶן - qeren] muito pequeno, o qual cresceu muito para o sul, e para o oriente, e para a terra formosa."
Dãni'yel/Daniel 8.9

Esta fera representa um grande reino, e os chifres representam os reis que sobre ela governaram. Os chifres apenas evocam a ideia de poder e força, mas não visam representar símbolos malignos, trevas, etc.

Como já vimos anteriormente, os chifres são símbolos representando coisas boas. Já vimos o chifre associado à Dãwidh e veremos abaixo como o próprio YHWH instrui Mosheh/Moisés para que seja feito chifres no altar do tabernáculo.

"E farás as suas pontas [קַרְנֹתָ֗יו – qar’notãw] nos seus quatro cantos; as suas pontas [קַרְנֹתָ֗יו – qar’notãw] serão do mesmo, e o cobrirás de cobre."
Shemoth/Êxodo 27.2

Abaixo vamos ver a tradução que encontramos na Bíblia de Jerusalém.

"Faça uma ponta em forma de chifre[קַרְנֹתָ֗יו – qar’notãw] em cada um dos quatro cantos, formando uma só peça com o altar, que será revestido de bronze."
Shemoth/Êxodo 27.2 (Bíblia de Jerusalém – Paulus 2002)

Agora eu te faço uma pergunta, se por um acaso alguém lhe mostrasse uma foto de um altar com chifres, o que você falaria?

 

Eu mesmo alguns anos atrás, pensaria que era uma “igreja do demônio”. Mas diferente disto, estes chifres evocam uma santidade, conforme veremos no pãsuq abaixo.

"Porém Adhoniyãhu/Adonias temeu a Shelomoh/Salomão; e levantou-se, e foi, e apegou-se às pontas[בְּקַרְנ֥וֹת – beqar’noth] do altar."
Melãkhim ãleph/1 Reis 1.50

Neste exemplo acima, vemos que Adhoniyãhu se salvou porque ele se agarrou nos chifres, logo, o aspecto de santidade que havia nestes chifres junto ao altar era grande, ao ponto de livrar a vida de uma pessoa.

Agora imagina só você chegar para uma pessoa e dizer que “o chifre salva”. Ou ela vai achar que é brincadeira (chifre que significa traição) ou ela vai achar que você é satanista.

Agora indo um pouco mais longe. Mais acima eu citei um pãsuq (versículo) que fala dos chifres de Dhãwidh.

"Ali farei brotar a força[קֶ֣רֶן - qeren] de Dhãwidh; preparei uma lâmpada para o meu ungido."
Tehilim/Salmos 132.17

Este Dãwidh, na verdade, se refere ao Mãshiach prometido, ou seja, Yeshua HaMãshiach. Agora, imagine você se eu pegasse uma “foto de Jesus” com chifres e mostrasses para as pessoas na rua, o que será que estas pessoas falariam?

Conclusão

O que vimos neste pequeno material, é que qeren (chifre) não era tido como um símbolo ruim, do contrário, era um símbolo de força/poder. Inclusive os chifres se encontravam no altar dentro do tabernáculo.

Na antiguidade, os povos criavam os seus deuses e lhes atribuíam força e poder para adora-los. A pergunta que faço é a seguinte: Por que as pessoas colocam chifres em sãtãn e nos demônios?

Material produzido por: Edenyah ben Adam
Conecte-se conosco no Facebook
Siga-nos no Instagram
Siga-nos no Twitter
Se inscreva em nosso Canal
Nação Sacerdotal Yeshua Melekh
Proibida a reprodução sem o consentimento dos responsáveis